Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]


Capital fluminense sedia os Jogos de 2016

por Fernando Zocca, em 03.10.09

 

O presidente Luis Inácio Lula da Silva, o governador do Estado do Rio de Janeiro Sérgio Cabral, o prefeito do Rio Eduardo Paes, juntamente com todos os demais membros da delegação brasileira que foram à Copenhague, na Dinamarca defender a realização dos Jogos Olímpicos em 2016 na cidade maravilhosa, vibraram eufóricos com a notícia da escolha da capital fluminense.
 
            O Rio participou de um jogo duríssimo disputando o privilégio com Chicago, a cidade norte-americana que tinha o aval de Barack Obama; com Tókio que alegava ter quase todas as instalações prontas e, Madri que informava possuir a maior aceitação popular para o evento.
 
            Pela escolha dos jurados, Chicago foi a primeira eliminada, cabendo à Tókio vir em seguida. Os fluminenses esperavam ansiosos a decisão que se daria entre o Rio ou Madri.
 
            Depois de muita expectativa os responsáveis emitiram seus votos, mas o anúncio do resultado foi  postergado para depois das 12 horas, (horário de Brasília).
 
            Lula, bastante convincente, no discurso que fez em defesa da escolha da cidade brasileira, falou com serenidade, sendo seguido pelo Governador Sérgio Cabral e pelo prefeito Eduardo Paes. Também sustentaram oralmente o desejo nacional, o presidente do Banco Central Henrique Meirelles, o ex-presidente da Fifa João Havelange, o presidente do Comitê Olímpico Brasileiro Carlos Arthur Nuzman e a medalhista olímpica Izabel Swan.
 
            Escolhido por 66 votos contra  32 de Madri, o Rio de Janeiro presenciou uma festa enorme realizada na praia de Copacabana, onde houve até show de artistas brasileiros consagrados. 
 
            O Rio inaugura um nova era na história dos jogos olímpicos porque nunca foram antes realizados na América do Sul. Aliás, esse foi um ponto importante tocado pelo discurso de Lula, que salientou a oportunidade dos integrantes do COI em vencerem o desafio de expandir os Jogos Olímpicos.
 
            Os governos federal, estadual e municipal pretendem, juntamente com a iniciativa privada, resolver os problemas que dificultariam a realização do empreendimento, utilizando a verba de R$25,9 bilhões, a serem empregados principalmente na hotelaria e sistema público de transporte.
 
 Fernando Zocca. 
 
   

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 01:38


Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D