Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O Apagão

por Fernando Zocca, em 12.11.09

 

Daquela reunião com o vereador, no final da tarde, ali no gabinete, resultou o consenso de que Rosalva fundaria uma associação cujos objetivos seriam os de promover a pessoa humana, prestar serviços sociais, filantrópicos e educacionais.
 
Ela então metódica, diligente e atenciosa, sabendo de antemão que poderia contratar outras interessadas, mobilizou sua comunidade e na semana seguinte “abaixou” com mais vinte mulheres na espremida Câmara.
 
O edil assustou-se e não acreditou que Rosalva pudesse ter levado a sério aquela que fora uma simples brincadeira, no final do expediente de uma sexta-feira, de uma semana que tinha sido estressante.

Algumas mulheres, instruídas com antecedência haviam comprado roupas pelo crediário, comprometendo o minguado dinheirinho, e outras chegaram a trancafiar seus filhos menores em casa, a fim de que pudessem exercer a nova função.
 
O representante do povo, naquele momento, sentindo-se premido pela situação encontrou uma saída: todas teriam consolidadas suas perspectivas, desde que se filiassem ao partido e conseguissem, no mínimo, mais cento e dez ou cento e vinte fichas de novos correligionários.
 
Elas todas nervosas, não aceitaram a proposta, e lideradas por Rosalva juraram vingança. Delatariam tais atos canhestros para a sociedade, pelos meios competentes.
 
Agoniado, o edil sofreu um surto de rinite vasomotora. Espirrava seguidamente. Seu narigão escorria e coçava. A obstrução nasal punha-o mais tenso ainda.
 
Jurou aos céus que marcaria uma consulta com o especialista ainda naquela semana.
Rosalva com o rosto túmido, vestindo uma blusa verde, parada na porta, continha com os braços aquela turba afoita, que pedia linchamento.
 
A cor verde evocou nele a figura do pai. Ele fizera parte do movimento Integralista na década de trinta. As mulheres usavam blusas verdes e os homens camisas da mesma cor.
 
 Um turbilhão invadiu-lhe a mente. O calhamaço do projeto de lei que obstruía, com o aumento das exigências legais, o exercício da profissão de taxista, caiu-lhe na cabeça, derrubado pelo vento que invadia o gabinete.
 
Embasbacado, com o queixo caído e babento, foi atingido pelo vórtice que esparramava os papéis na sala.
 
“É o Saci-Pererê”, gritava uma aflita. Na confusão o projeto que concedia aumento para as passagens de ônibus rodopiou e foi parar na calçada.
 
As componentes do grupo, frustradas, dirigiram-se em passeata à rádio local, e depois de longo diálogo com o locutor, acertaram que uma comissão participaria do programa fazendo a denúncia e cobrando providências das autoridades competentes.
 
Convocados pelo telefone, o vereador e seus assessores, preparavam-se para o combate mortal que transcorreria no ar.
 
Mas trêmulos e suando frio, respiraram aliviados, quando no exato momento do início do programa, caiu sobre a cidade o famigerado apagão. A galera vibrou e em estrepitosa gritaria soltou rojões de comemoração.
 
O poder das trevas havia vencido o primeiro round.

Fernando Zocca.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:19



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D