Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



O jeito estúpido de ser

por Fernando Zocca, em 09.09.09

 

                        Quem ainda não assistiu ao CQC da Band, pode ficar sossegado. Você até agora não perdeu nada de imprescindível e nem deixou de ganhar o indispensável.
 
                        O pessoal do CQC tenta superar a falta de jeito, de tato nas abordagens, com os constrangimentos que provoca, nos seus entrevistados, exibidos para o Brasil todo.
 
                        Cremos que essa turma, liderada por Marcelo Tass, motivada pelo que acreditam terem feito de errado, algumas personalidades políticas, ao fazer o que faz, intenciona puni-las com o vexame.
 
                        A truculência como resposta, do tempo da ditadura, não é utilizada em virtude das possibilidades da ampla divulgação oferecidas pela internet e pela emissora que hospeda o programa.
 
                        Porém isso não significa que a falta de bons modos desse pessoal, que a semelhança daqueles que agridem aos professores, e outros alunos vulneráveis, nas escolas e bairros periféricos das cidades,  possa ficar sem qualquer tipo de reação.
 
                        Até que ponto a suspeita de irregularidades, cometidas por políticos, justificaria a deseducação e a grosseria nas entrevistas?
 
                        Falta de educação tem cura?
 
                        O público quer mesmo ver as autoridades políticas e demais personalidades constrangidas pela deselegância, pela ausência de etiqueta?
 
                        A satisfação que levaria alguém a ver esse tipo de exibição, até então inédita na TV brasileira,  motivaria os idealizadores do programa. Faz parte da concepção do projeto o prejulgamento de que o entrevistado tem atitudes moralmente condenáveis.
 
                        O CQC achou na falta de educação, na grosseria, a forma de participar do mercado. Ninguém nunca tinha visto isso antes, na história da nossa TV.
 
                        No caso de o CQC fazer escola, teríamos uma legião de entrevistadores truculentos, vindo por ai?
 
                        A diferença existente entre os praticantes do bullying  nas escolas e bairros periféricos das cidades, da linha seguida pelo CQC, está no fato de que os primeiros hostilizam às ocultas e à distância, enquanto que o segundo o faz face a face.
 
                        A semelhança entre ambos está na hostilização. 
 
                        Esse jeito de agir autoritário, prepotente é característica dos grandes latifundiários e senhores de engenho escravocratas do século XVIII,  que ainda compõe a ideologia norteadora das seitas e partidos políticos no poder, nos dias atuais.
 
                        Esse jeitão estúpido de ser é traço daqueles que defendem as privatizações, incentivam os juros bancários impagáveis, conduzindo milhares de incautos aos meandros escuros e incertos das pedreiras, do empreendorismo.
 
                        Bons modos e respeito não fazem mal a ninguém.  
 
 
Fernando Zocca.
 
 
 
MODERAÇÃO, você encontra por apenas
R$ 37,45 no http://clubedeautores.com.br

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 17:56


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D