Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Ana Carolina enfrenta outro paredão

por Fernando Zocca, em 28.03.09

            Em sendo a pessoa ainda nova, um milhão de reais a amparará e auxiliará de forma mais aproveitável. É claro que todos tirariam bom proveito de uma fortuna razoável como essa.

            A Ana Carolina tem um carisma, algo recôndito na sua alma que intriga. Apesar do tom lamuriento e das queixas constantes, a moça destaca-se também por sua franqueza ou inabilidade para simular ou mostrar uma realidade falsa.

             Essa característica da catarinense é encontrada também nas pessoas dependentes de uma ligação afetuosa ininterrupta e nas crianças.

            A vivência do BBB9 talvez tenha sido a primeira grande experiência da jovem, que não tem maldade no coração, simplesmente por não ter aprendido a fazer isso e, por não existir mesmo a necessidade de valer-se da perversidade para se manter íntegra.

            Num “ninho de cobras”, onde há competição ferrenha por gratificações, a “puxação de tapete”, torna-se ferramenta de sobrevivência e é decisiva na formação da personalidade.

            Creio que Ana não tenha precisado de nada mais do que a manha e o choro, para conseguir chegar à maturidade.

            As vivências de Josi e Priscila são diversas. Mais expostas às agruras da vida, que lhes formaram as cascas, com as quais reagem às exigências ambientais, dissimulam e enredam. Pode ter sido por agirem assim que receberam a maior quantidade das suas satisfações.

            O mentir e enganar são reprováveis pela sociedade, pelo bom senso. Ana é pura, ingênua e, por que não dizer virginal?

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:51


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D