Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O murmúrio dos infelizes

por Fernando Zocca, em 04.10.10

 

                             O médico Geraldo Alckmin do PSDB foi eleito governador do Estado de São Paulo com certa vantagem expressiva de votos. Isso pode significar que: A) – Os pedágios continuarão sendo cobrados da mesma forma, não havendo chance para os chorões. B) – O ensino púbico manterá a forma continuada com todas as suas consequências. C) – Os professores, funcionários públicos do judiciário, da polícia civil e militar, não terão tantas inovações nesse jeitão tucano com que foram tratados até agora.

 

                   Esse primeiro turno das eleições ensinou também que um analfabeto, cercado por experts por todos os lados, pode obter muito mais votos do que um expert, cercado de analfabetos por todos os lados.

 

                   Apurou-se do mesmo modo que acreana Marina Silva do PV 43 angariou tamanha simpatia entre o eleitorado que a sua inclinação, que tanto pode ser para o peessedebista José Serra, quanto para a petista Dilma Rousseff, definirá a sorte do Brasil neste segundo turno.

 

                   Depois de 16 anos de governo no Estado de São Paulo prorrogou-se o prazo para mais quatro. Assim seja. Em Brasília são 16 anos de PT e nem tudo está definido.

 

                   Em Piracicaba a loucura dos descontentes continua a mesma. Os menos felizes prosseguem com as lamentações e murmúrios eternos. Velhinhos abastados fazem das verbas que lhes sobram, objetos de usura e muitos deles usam o crédito incobrável para se aproveitarem das filhas ou das esposas dos devedores.

 

                   Os medievos jornais piracicabanos, compostos por consciências arcaicas, agora trazem à colação emissoras de rádio e TV. Em terra de cego, quem tem olho é rei. Nunca na história desse recanto houve tamanha homogeneização nos poderes públicos como a que se observa agora.

 

                   O poder executivo, não encontra dissonância no legislativo e muito menos na imprensa. Isso não significa a inexistência de podridões nesse reino.

 

                   É que está bom para muita gente. Aliás, pra quase todo mundo.

                    

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:55

Minha amiga Marlene

por Fernando Zocca, em 01.10.10

 

 

                            Ontem assistindo ao último debate entre os candidatos à presidência da república, ocorrido na sede da Rede Globo do Rio de Janeiro, me dominava uma agonia terrível, especialmente quando José Serra e Marina Silva usavam a palavra.

 

                   Sabe aqueles momentos em que você fica sem respirar, por um ou dois minutos, quando está debaixo d´água ou quando seu quarto é invadido por fluídos tóxicos, vindos da funilaria do lado?

 

                   Não sei porque o candidato Serra estaria associado à essa espécie de agressão contra o meio ambiente. Talvez seja por tratar-se de integrante do PSDB, partido que deseja muito trazer uma fábrica de automóveis para Piracicaba.

 

                   Ai você já viu né? Automóvel tem a ver com pintura e pintura com os compressores; e compressores, com empesas descompromissadas com as regras municipais, reguladoras da matéria.

 

                   Compressor também tem a ver com a omissão das autoridades municipais que deixam de promover as fiscalizações necessárias.

 

                   Uma funilaria carece, para funcionar, do alvará municipal e, para recebê-lo, o tal empreendimento necessita adequar-se às regras de uso dos equipamentos.

 

                   O tal empreendimento, prestador de serviços, precisa também estar em dia com o pagamento das taxas de poder de polícia, das taxas de iluminação, e do Imposto Sobre os Serviços de Qualquer Natureza.

 

                   Em não ocorrendo isso, o tal “serviço” estaria a violentar as normas feitas para esse tipo de atividade.

 

                   E se não estiver, a tal prestadora de serviços, em dia com as obrigações fiscais, trabalhistas e demais encargos, ficaria sujeita às penas da lei.

 

                   Entretanto se o município não coloca os departamentos criados para fiscalizar o cumprimento das leis, incorre em crime de responsabilidade.

 

                   Mas é aí? Quem é que se habilita a exigir da prefeitura o cumprimento das leis?

 

                   Minha amiga Marlene, grande funcionária pública, me disse certa ocasião:

 

                   - Deixa pra lá esses assuntos. Aqui todo mundo se conhece. Nem ligue. Respirar tinta de automóvel não faz mal nenhum. Hoje em dia até câncer de pulmão estão curando.

 

                   Isso até pode ser verdade, minha querida Marlene. Mesmo assim a agonia e o terror que as imagens de José Serra do PSDB e Marina Silva do tal PV despertam em mim, quando aparecem na TV, não deixam de ser uma constatação legítima.

                  

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:41

Pág. 2/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D