Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Nada mais do que a obrigação

por Fernando Zocca, em 25.03.09

 

           Ontem numa conversa com um cidadão proveniente de Sorocaba, pude saber que ilustríssimo senhor professor doutor, prefeito de Piracicaba, Barjas Negri (PSDB), liberou para o tráfego, a estrada que margeia o rio Piracicaba, conhecida como estrada do Bongue. 
            Antes de tudo é bom avisar que considero as ações do cidadão eleito, como parte de tudo aquilo que deve ser feito, em virtude do cargo que recebeu do eleitorado.
            O senhor prefeito não fez nada mais do que a sua obrigação ao duplicar aquela estrada. Afinal, o trânsito tanto de caminhantes, como de bicicletas, automóveis e caminhões é bem intenso, em virtude da aglomeração demográfica e urbana que se observa.
            Ainda considero a cidade pouco desenvolvida. Seu comércio não é dos melhores, a indústria bastante limitada e, a cobrança de impostos extremamente altiva.  
            Com o auxílio da imprensa provinciana, os ocupantes da prefeitura alardeiam aos quatro ventos toda e qualquer inauguração, seja de asfaltamento sobre os paralelepípedos, ou sobre a fixação de uma nova ponte de concreto. Repito: a administração municipal não faz nada mais do que lhe obriga a lei.
            Todos sabem que a Câmara Municipal de Piracicaba não tem autonomia. Isto é, o poder legislativo está sob as diretrizes da ideologia professada pelo PSDB, não havendo, portanto, o contraditório que se observa nas democracias saudáveis. Podemos ousar dizer que Piracicaba ainda vive um tempo de “autoritarismo”, mas de forma mais leve, mais branda, mais delicada.
            A cidade elegeu dois deputados, um federal do PSDB e outro estadual, do PPS, mas nem por isso pode a urbe orgulhar-se de pairar sobre suas vizinhas, no ranking das mais desenvolvidas da região.  
            Até mesmo as multinacionais, que há décadas aqui se instalaram, ocupando terrenos doados, e recebendo isenção de impostos, demonstram, no momento atual, fragilidade econômica ao demitirem centenas de trabalhadores.
            Outro fator que ressalta aos olhos dos pagadores de impostos é o atendimento à saúde da população. Uma mísera consulta, numa instituição pública pode consumir horas e horas do tempo do utente, que se perde na forma de espera.
            Já é chegado o momento para que esses que se dizem responsáveis pela cidade, façam alguma coisa a mais do que a mera obrigação.  
             
           
 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 11:48


Comentar:

CorretorEmoji

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2019
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2018
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2017
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2016
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2015
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2014
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2013
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2012
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2011
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2010
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2009
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D