Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Mudando a Forma

por Fernando Zocca, em 11.06.11

 

 

                     A sociedade campineira passa por reformas profundas. A partir do momento em que os manejos aberrantes são expostos à higienização, surge também a possibilidade da extirpação das metástases e a consequente esperança do revigoramento de todo o coletivo.


                    O conserto dessas partes estruturais da administração municipal, certamente trará forma nova, mais justa para o todo.


                    Pois é retirando os modelos danificados pelos equívocos, pelos erros, e substituindo-os por outras configurações, que se obtém a melhora na competência do conjunto.


                    A feição da atual administração mostra o tamanho dos descalabros, do egoísmo, do pouco caso com a coisa do todo, do comum, do coletivo. A visão de quem faz esse tipo de delito é a do bem próprio, única e exclusivamente.


                    Que se danem os correligionários, os eleitores, o cidadão comum, as leis, as instituições. Vale mais a satisfação da luxúria, da gula, da ostentação, da soberba própria, da autoafirmação, do exercício da esperteza danosa, do que a obediência aos dispositivos legais.


                    No caso da administração atual campineira, não há como negar a materialidade e a autoria criminosa. Não tem como.


                    Os julgamentos absolutórios tanto na esfera legislativa, com a negação do impeachment, quanto na judiciária, com a improcedência dos pedidos condenatórios, se ocorrerem, demonstrarão o total alheamento das provas materiais e testemunhais, colhidas pela polícia e o ministério público.

 

11/06/2011.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:44


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D