Saltar para: Post [1], Comentar [2], Pesquisa e Arquivos [3]



Os Fósseis de 64

por Fernando Zocca, em 31.03.11

 

 

 

                                                 A revolução de 1964, completa hoje, 31 de março, 47 anos.

                    Justamente neste dia, há mais de quatro décadas, iniciava-se um tempo de terror, perseguições, mortes, torturas, internações psiquiátricas e muita perversidade cometida pelos militares.

                    É bom lembrar que o exército não estava sozinho. Havia um segmento da Igreja que também apoiava, bem como grande parte das mídias.

                    Industriais, comerciantes, jornalistas, e todos os envolvidos, de com a forma de produção capitalista, concorreram para a implantação do golpe.

                    O que o Hugo Chaves faz hoje na Venezuela, o que o Kadaffi fazia até há pouco tempo na Líbia, os militares fizeram no Brasil. Prenderam e arrebentaram muita gente.

                    Os fósseis e a mentalidade opressora, daquela gente que participou ativamente das perseguições, torturas e mortes, ainda podem ser vistos, ouvidos e tocados, nas assembleias legislativas, prefeituras, governos estaduais e câmaras de vereadores de todo o Brasil.

                    A revolução de 64 veio para sufocar, oprimir e destruir todos os que demonstravam simpatia pela forma de produção que não fosse a capitalista.

                    Intelectuais, artistas, escritores e poetas tentaram implantar, pela força, o regime então vigente em Cuba e na extinta União das Repúblicas Socialistas Soviéticas.

                    Mas não deu certo. A guerrilha foi esmagada, a oposição humilhada e a barbárie mantida por mais de 20 anos.

                    Passado o tempo da purgação, paulatinamente voltou o país para a democracia. Uma prova incontestável disso é a eleição da atual presidenta do Brasil, Dilma Rousseff que sofreu na carne, os horrores da crueldade.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:52


Comentar:

Mais

Se preenchido, o e-mail é usado apenas para notificação de respostas.

Este blog optou por gravar os IPs de quem comenta os seus posts.



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog

Subscrever por e-mail

A subscrição é anónima e gera, no máximo, um e-mail por dia.


Arquivo

  1. 2020
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2019
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2018
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2017
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2016
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2015
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2014
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2013
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2012
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D
  118. 2011
  119. J
  120. F
  121. M
  122. A
  123. M
  124. J
  125. J
  126. A
  127. S
  128. O
  129. N
  130. D
  131. 2010
  132. J
  133. F
  134. M
  135. A
  136. M
  137. J
  138. J
  139. A
  140. S
  141. O
  142. N
  143. D
  144. 2009
  145. J
  146. F
  147. M
  148. A
  149. M
  150. J
  151. J
  152. A
  153. S
  154. O
  155. N
  156. D