Saltar para: Post [1], Pesquisa e Arquivos [2]



Nananinanão

por Fernando Zocca, em 13.08.15

 

 

 

Santiago Chile.jpg

 

É muito difícil existir consenso quando não há identidade de propósitos. Então dentre os fervorosos defensores dos diálogos entre antagonistas, e os que consideram inócuas as tais ações, a tendência seria de aceitar esta segunda alternativa.
Algumas teorias consideram ser o amor o maior remédio para as doenças da alma e do corpo. Afirmam também que o ódio é o "lado" oposto do amor.
Portanto creem alguns que a libido reprimida, mal elaborada e recalcada, durante muito tempo, transformaria-se em ódio, somente sanável pelo amor.
Segundo essa filosofia, o ódio crônico, incurável, diuturno, seria amenizado pelo afeto, carinho e muita compreensão.
Desta forma, até aquele demorado banho quente de chuveirinho, onde se massagearia a cabeça, as costas, o bumbum e as coxas, teria efeito terapêutico. Há quem faça questão até de fotografar o ato.
Garantem os especialistas que, com essa técnica, os conflitos diários no lar e no local de trabalho, se reduziriam sensivelmente.
Quando numa habitação residem duas ou mais famílias a ocorrência dos desentendimentos são maiores.
Nestes casos os bons conselhos das pessoas mais próximas seriam bem vindos. Sempre houve quem não deixasse de orar para Nossa Senhora de Lourdes, Nossa Senhora Aparecida e Santa Ana.
Eu conheci um cidadão que, descontente com o que via na sua cidade, foi morar no Chile.
Em Santiago (foto) ele conseguiu trabalho, conheceu uma jovem, casou-se e hoje já tem netos.
A história dele inspirou muitas pessoas que, encontrando ambientes "pesados", conflituosos e, não tendo alternativas de solução, viram, no caso do então apelidado "Chile", uma ótima ideia.
A história daquele pais vizinho do Brasil é bem conhecida: durante a guerra fria entre a União Soviética e os Estados Unidos, a competição para a conquista dos governos dos países da América do Sul, que objetivava a implantação dos seus regimes - capitalista ou comunista - foi ferrenha, terrível.
A União Soviética fez o seu primeiro "gol" quando Fidel Castro em 1959, usando a força, impôs a Cuba o comunismo.
No Chile, pelo voto popular, o socialista Salvador Allende, sucedendo Eduardo Frei Montalva, foi legitimamente eleito. Mas a 11 de setembro de 1973, Augusto Pinochet Ugarte, comandando tropas revoltosas, atacou o palácio presidencial matando Salvador.
Para os incansáveis litigantes odientos que creem ser a biografia a morfologia do espírito, a revivência dos acontecimentos com Allende, morto aos 65 anos, seria a consagração contra os adversários.
O PSDB, infelizmente, - a verdade seja dita - e seus apoiadores, mais criaram do que solucionaram problemas de ordem pessoal em Piracicaba.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 05:33



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D