Saltar para: Posts [1], Pesquisa e Arquivos [2]



O mísero raio X

por Fernando Zocca, em 31.08.10

 

                      Nós sabemos todos que a política desenvolvida no Estado de São Paulo, não está mesmo dando certo.

 

             Mas, quais seriam os sinais indicativos de que a situação está ruim? É só observar, por exemplo, o que acontece com o ensino público.

 

             Comprovamos o fracasso das diretrizes tucanas, nesses tempos horríveis, observando a desestruturação das escolas públicas, vendo o defasamento dos salários dos professores, constatando o desmonte da organização escolar e presenciando o aprendizado das crianças, que não acontece.

 

             Outro sinal importantíssimo, indicativo de que o que eles, os bicudos fazem, não está dando certo, é a insensibilidade aos apelos do funcionalismo do judiciário.

 

             Alguém já testemunhou uma greve tão longa igual a essa, de mais de 171 dias, no Poder Judiciário?  Esses problemas todos, que trazem prejuízos enormes, pra toda sociedade brasileira, teriam na sua gênese, o equivoco de priorizar, não as pessoas, mas sim a matéria inanimada.

 

                É preciso também substituir esse modo de encarar, de conduzir a saúde pública, tornando-a mais eficiente. Onde já se viu tamanha trabalheira, tamanho descaso com o sofrimento do pobre, que precisaria de uns míseros raios X?

 

             E tem mais: nós achamos que se a filosofia do governo federal está dando certo, beneficiando a tantos milhões de brasileiros, com a bolsa escola e a bolsa família, por que então não as instituir no Estado de São Paulo?

              

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:47

Mercadante e Lula marcam comícios em São Paulo

por Fernando Zocca, em 30.08.10

O senador Aloízio Mercadante candidato do Partido dos Trabalhadores ao governo de São Paulo participou, na noite deste domingo (29), de um jantar no apartamento do presidente Lula, em São Bernardo do Campo, na região do Grande ABC paulista.

 

Em seguida o candidato petista comunicou, através de sua página no Twitter (@Mercadante), que depois de uma conversa com o presidente Lula e sua esposa, Marisa Letícia, marcaram uma série de comícios conjuntos para a reta final das eleições. "Nesta noite conversei longamente com o presidente Lula e Marisa. São Paulo vai ser prioridade para os dois" postou ele no Twitter.

 

"Marcamos vários comícios com o presidente Lula na reta final. E com ele vamos vencer", garantiu o candidato que, segundo última pesquisa Ibope, divulgada no sábado (28), subiu nove pontos, alcançando 23% da preferência do eleitorado paulista contra 47% de Geraldo Alckmin (PSDB).

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:46

Covardia

por Fernando Zocca, em 29.08.10

                               Em briga de “cachorro grande”, o pequenino pode não se dar muito bem. Ainda mais se estiver esperando na esquina, dentro de uma charanga 29, sob o sol inclemente.

 

                O problema é que quando os grandes não se entendem, as maldades sobram pra quem não tem nada a ver com os rolos. Isso é clássico.

 

                Então, descarregar as frustrações nas crianças, pode ser uma espécie de “terapia” de ignorante, praticada a exaustão.

 

                Imagine a cena: A vovozinha, adoentada, de cama, num esforço tremendo, pega de uma bacia pequena, alguns pedaços de ossos mal cheirosos e os lança aos pés do leito, onde boquiabertos e ofegantes, esperam cinco cães enormes, todos sentados no chão.

 

                Já imaginou a confusão entre eles? Um morde o outro, todos se abocanham e quando, frustrados, ainda muito irados, resolvem atacar um filhote, que surge ali de bobeira, parece que tudo se acalma.

 

                O problema é que nos cálculos dos primos, se o tio está muito errado, não faz tanta diferença descontar aquele ódio todo no moleque abobalhado, que não tem nada a ver com a pendenga.

 

                Então pode, para essa gente louca, parecer normal um adulto super frustrado, quando a sós na sala com um menino de oito anos, pegar-lhe no braço, com muita força e dizer, com aqueles olhos esbugalhados de marceneiro bêbado da fábrica de botes:

 

                - Você vai ficar louco.

 

                Para quem tem titia catedrática e titio vereador, representante das oligarquias, parece que a condução dos fatos, na direção do indicado, pelo mole louco frustrado, não seria assim tão difícil.

 

                No clima de espera do cadáver, no clima de espera do consumidor que entra na mercearia, sem ter o dinheiro trocado pra pagar o pedaço de queijo, uma comemoração cívica pode não começar assim tão bem.

 

                Mas o pior mesmo, nesse meio todo, poderia acontecer se durante a parada inesperada sobre os trilhos, vier, de repente, um trem enorme e destroçar, numa trombada terrível, o tal fordeco 29.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 12:20

Mercadante Cresce nas Pesquisas

por Fernando Zocca, em 27.08.10

                  Nessa altura da campanha eleitoral parece que alguns ninhos tucanos, em extrema efervescência, emitem sinais de conflitos internos e acusações sem fim.

 

                As discussões prolongam-se em bate-bocas intermináveis, indicando a desorganização e a prevalência das dúvidas.

 

              A confirmação dos equívocos, na escolha das diretrizes a serem adotadas, assinalaria rupturas históricas. Enquanto isso Aloísio Mercadante, candidato do Partido dos Trabalhadores ao governo do Estado de São Paulo, subiu quatro pontos, chegando a 20% das intenções de voto.

 

                Mercadante participou ontem (26/08), da abertura do Projeto Sustentar em Campinas (SP) onde discursou.

 

                Falando sobre as acusações do PSDB, exibidas na quarta-feira (25/08), Mercadante disse que “O nervosismo do candidato tomou conta da campanha. Isso é um sintoma claro do nosso crescimento, da nossa perspectiva de vitória. Acho que ele fez ontem uma acusação completamente injusta e infundada”.

 

              “Eu vou continuar a minha campanha. Os índices de intenção de voto vão crescer. É evidente que nós vamos crescer fortemente. Sempre com uma campanha propositiva, com críticas às políticas públicas, sempre evitando qualquer tipo de ataque pessoal. Eles estão nervosos, nós temos que dar um desconto, faz parte da disputa”, enfatizou o candidato petista.

 

                Veja no vídeo abaixo, alguns momentos da participação de Aloísio Mercadante, na abertura do Projeto Sustentar, na cidade de Campinas (SP).

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 16:14

Dilma e Lula participam de comício em Campo Grande

por Fernando Zocca, em 25.08.10

A candidata do Partido dos Trabalhadores à presidência da República Dilma Rousseff participou na noite de ontem, terça-feira (24), em Campo Grande (MS), de mais um comício da campanha, rumo ao Palácio do Planalto.  O presidente Luiz Inácio Lula da Silva também esteve presente e discursou em seguida à fala da candidata.

 

Em sua mensagem Dilma elogiou Lula dizendo ser ele "O presidente que acabou com aquele país que era da desigualdade, do desemprego e da estagnação."

 

Em outros momentos, disse que Lula "não é um presidente que se fechou em Brasília" é um chefe de governo que "despertou imenso orgulho de ser brasileiro".

 

Afirmou que o governo do PT "jamais deixou faltar dinheiro para o Bolsa Família" e citou  a gestão do PSDB ao afirmar que "investimos em estradas muito mais recursos do que o governo do Fernando Henrique aqui investiu".

 

Ao final, disse ser "importante que a gente não ache que já ganhamos" e em seguida afirmou que "O presidente nesse ato não é que passa para mim um governo, passa muito mais: a responsabilidade de cuidar daquilo que ele mais ama, que é o povo brasileiro".

 

Lula, bastante emocionado, falou sobre um fato acontecido com ele, durante a campanha presidencial de 2002.

  

"Uma vez estava almoçando na Folha de S.Paulo e o diretor me perguntou: como é que você quer governar o Brasil se você não fala inglês? [...] E eu disse para ele: alguém já perguntou se o Bill Clinton fala português? Eles achavam que o Bill Clinton não tinha obrigação de falar português. Era eu, o país subalterno, colonizado, que tinha que falar inglês".

 

O presidente Luís Inácio Lula da Silva afirmou ainda que terminará o mandato "sem precisar ter almoçado em nenhum jornal nem nenhuma televisão". "Também nunca faltei com o respeito com nenhum deles. Já faltaram comigo. Se dependesse de determinados meios de comunicação, eu teria zero na pesquisa, e não 80% de bom e ótimo como temos nesse país", disse.

 

Terminando o seu discurso Lula falou sobre o preconceito contra a mulher no país e afirmou que a eleição de Dilma representa "carinho e amor que somente a mãe pode ter".

 

Veja, no vídeo abaixo, alguns momentos da visita da candidata Dilma Rousseff e Lula, à porta da Mercedes-Benz, em São Paulo.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 13:44

A Política do Passarinho

por Fernando Zocca, em 24.08.10

              Você já participou daquelas reuniões que mais parecem torneios de canto de canários? Sabe aquelas disputas entre pássaros, promovidas por passarinheiros, nas quais vencem os piu-pius que calam a todos os demais, com os seus gorjeios?

 

            Por incrível que pareça isso existe e não está longe de nós. Na verdade não interessa muito o conteúdo do “canto” do tal plumoso. Ele deseja provar a si mesmo, e aos outros ouvintes, que é o mandão naquela “gaiola”.

 

            Os garganteios são vazios de razão, e o calar do oponente, significa a ascendência da sua vontade, das suas orientações. Essa transferência do comportamento dos pássaros, para as relações humanas, tem como motor o predomínio politico.

 

            Se há alguns anos passados, calava-se a oposição com a violência física, hoje se observa a aplicação dessa técnica, inspirada nos torneios de passarinhos, para a conquista daquela sensação de superioridade. Pode-se afirmar ainda, ser esse procedimento arraigado, em alguns grupos, os resquícios do autoritarismo, daqueles famosos e antiguíssimos coronéis de antanho.

 

            Quando o tal bípede inicia o seu pipilar, procura impedir qualquer manifestação semelhante, que possa vir de outros bicos. Na verdade o plumoso, chatíssimo por sinal, teria sérias dificuldades em ouvir os semelhantes.

 

            A intensidade, a frequência e a constância dos cocoricós, nas reuniões, indicariam a tentativa de negar a existência de outros prováveis cantos diversos, compostos por conteúdos mais palpáveis.

 

            Não existiria a mecânica do ping-pong. Sabe aquele jogo em que a bola é lançada de um jogador ao outro? No manejo desse bípede enrustido, só ele lança as bolas. Ninguém mais pode fazê-lo.

 

            Podemos também comparar esse comportamento, obsoleto e deficiente, com as cascatas. O jorro vem só de um lugar. Isso, meu amigo, é coisa de gente descompensada, prepotente, orgulhosa, que precisa rever, com urgência urgentíssima, suas posturas desatualizadas, ou procurar a ajuda de especialista.

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:42

Educação e saúde

por Fernando Zocca, em 23.08.10

                       É meu amigo, a vida tem dessas coisas.  Você passa quatro, oito anos, pedindo às autoridades do município, que fiscalizem as atividades incivilizadas, hostis, violentas, que tornam a vida na comunidade, bastante desconfortável, e nunca é atendido.

 

                Em resposta eles – os eleitos - minimizam o problema, desmerecem a sua pessoa e o convidam, com muita sutileza, a mudar-se de cidade. O lema que os embasa é: “Os incomodados que se retirem”.

 

                Esses senhores, que hoje ocupam os cargos públicos eletivos, agora batem às portas do eleitor, solicitando mais tempo de permanência, junto aos gordos vencimentos, que lhes garantem a paz, a saúde, o bem estar e – é claro - o distanciamento dos assuntos da periferia.

 

                A incapacidade para resolver os problemas relacionados à saúde, em determinadas áreas da orla, é justificada com a desculpa de que não seriam questões de competência do poder público, e nem sequer dos chamados centros religiosos.

 

                Acontece que toda a população da cidade está atenta às ocorrências. Graças a Deus. E a omissão dessas chamadas autoridades responsáveis, patenteia o descaso, o desprezo aos envolvidos. A função do governante não seria a de “botar mais lenha na fogueira”, ao contrário: governante bom é aquele que procura apaziguar os ânimos, promover a reaproximação entre as partes rixosas.

 

                O progresso de uma região não acontece quando os eleitos priorizam somente o desenvolvimento material das urbes. Há de se atentar para os problemas sociais, geralmente produtos da educação ineficiente, e sem dúvida nenhuma, também da saúde pública, hoje completamente lesada.

 

                A má educação, o grau elevado de incivilidade, a grosseria e a estupidez das pessoas, destacam muito mais intensamente uma região do que algumas pontes e asfalto desnecessário nas ruas.

 

                

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:01

Educação e cultura são prioridades, diz Aloísio

por Fernando Zocca, em 21.08.10

           O Senador Aloísio Mercadante, candidato do Partido dos Trabalhadores, ao Governo do Estado de São Paulo, participou ontem (20), sexta-feira, de uma tarde de autógrafos na 21ª Bienal Internacional do livro, que acontece na capital paulista.

  

        Mercadante conversou com professores, aos quais apresentou suas propostas para a Educação no Estado, tendo autografado livros de sua autoria. Aloísio destacou também que a leitura é muito importante para a formação lúdica e cultural das crianças e adolescentes.  “O livro sempre tem uma magia, tem um sonho e uma história” disse ele.

 

             “O Brasil tem um Plano Nacional do Livro e da Leitura, o estado de São Paulo não tem. Precisamos do plano para fomentar e estimular a leitura, para que faça parte do cotidiano da nossa população”, afirmou o candidato petista.

 

                 Ao lado Netinho de Paula e de candidatos a deputado estadual e federal, Mercadante caminhou pela feira e foi ao stand da Editora Terceiro Nome autografar seu livro “Brasil, a Construção Retomada”, que tem prefácio do presidente Lula.

 

                  No stand da Fundação Perseu Abramo, o senador assinou os livros “Governo Lula e a construção de um Brasil mais justo” e “Nova Política Econômica”, ambos com dois artigos escritos por ele.

 

                 Eliana Sá, vice-presidente da Liga Brasileira de Editoras (Libre), entregou ao senador uma carta em que pede uma nova regulação para o mercado editorial brasileiro, cotas mínimas governamentais para compra de livros de pequenas editoras e fortalecimento da rede de bibliotecas públicas, entre outras medidas.

 

                 Mercadante agradeceu a iniciativa da Liga e ressaltou que a educação e a cultura serão suas prioridades no governo do estado.

 

                 Segundo ele, São Paulo precisa de ensino de qualidade “para que a juventude saiba ler, interpretar um texto e ter motivação pra leitura”.

 

                “E, mais do que isso, pensaremos em projetos em parceria com as prefeituras em bibliotecas móveis, para que ônibus possam ir à periferia estimular a leitura”, afirmou.

 

                Veja no vídeo abaixo alguns momentos da visita do candidato.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:31

Dilma reaproxima-se da CNBB

por Fernando Zocca, em 19.08.10

 

Sob a intermediação do chefe de gabinete da Presidência da República Gilberto Carvalho, a candidata do PT, ao cargo maior do executivo nacional, Dilma Rousseff, se reuniu na manhã desta quinta-feira, com a cúpula da Conferência Nacional dos Bispos do Brasil (CNBB).

 

A reunião foi interpretada como tentativa de reaproximação com a Igreja Católica, após o desconforto causado pela publicação de um artigo no site da entidade, que defendia boicote eleitoral à candidata.

 

Na publicação, o texto assinado pelo Bispo de Guarulhos, dom Luiz Gonzaga Bergonzini, criticava o posicionamento da petista sobre o aborto.

 

Estiveram presentes no encontro o presidente da CNBB, dom Geraldo Lyrio Rocha, o vice-presidente, dom Luís Soares Vieira, o secretário-geral, dom Dimas Lara Barbosa, e o assessor político da entidade, padre Ernani Pinheiro.

 

Na saída da reunião, Dilma comentou os exames que fez, na véspera, em São Paulo, como parte do controle do câncer linfático do qual se tratou no ano passado. Dilma disse que foram exames de rotina e que está se sentindo muito bem.

 

- Fizeram os proverbiais exames de imagem e eu estou muito bem, obrigada. - disse ela.

 

Segundo boletim médico, divulgado nesta quinta-feira, os exames fazem parte da rotina normal de acompanhamento e encontram-se dentro da normalidade. O estado de saúde da candidata é considerado excelente.

 

A candidata afirmou que fez caminhada nesta quinta-feira por volta das 7h, mas achou que o tempo estava "muito frio e seco". Indagada se estava cansada da campanha ela respondeu:

 

- Cansada, não. Na verdade eu escalo um Everest por dia e isso me torna mais resistente – afirmou.

 

Nesta tarde, Dilma ainda participa do 8º Congresso Brasileiro de Jornais promovido pela Associação Nacional de Jornais (ANJ) no Rio. O candidato do PSDB, José Serra, também participará do evento.

 

 

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 19:12

É hora de trabalhar

por Fernando Zocca, em 18.08.10

                 Durante a caminhada não é incomum suportarmos reveses desconcertantes. Mas ao invés de nos encharcamos com as lamentações murmurantes, o mais salutar é sair à luz, buscando melhores circunstâncias.

 

       A procura por soluções denotaria o reconhecimento de que as nossas atitudes não são as mais corretas e que, portanto, precisamos mudar o modo de reagir aos problemas diários.

 

       As transformações ocorrem com tamanha velocidade, nesse princípio de século 21, que urge revermos os velhos costumes atadores a situações estagnadas, improdutivas.

 

       Quem falaria em Internet há alguns anos passados? Quem diria ser possível, às mulheres, concorrer nas eleições, para a presidência da República? Não chamariam “louco” o cara que ousasse dizer ser real a possibilidade de um negro tornar-se presidente dos Estados Unidos?

 

       No entanto isso tudo está ocorrendo. Os hábitos antigos, costumes do século precedente, não teriam tanto peso na solução dos problemas atuais.

 

       Então ao contrário de permanecermos imóveis, improdutivos, descontentes, irados e sem bom senso, seria benigno que nos dedicássemos a aprender a fazer algo útil aos nossos semelhantes mais próximos.

 

       O nhenhenhém não dá camisa a ninguém. Só o gogó não resolve a problemática familiar angustiante. Carecemos de ações, de obras em prol do próximo.

 

       É chegada a hora de arrumar um bom serviço e trabalhar. A criançada agradece.

Autoria e outros dados (tags, etc)

publicado às 14:38

Pág. 1/2



Mais sobre mim

foto do autor


Pesquisar

  Pesquisar no Blog


Arquivo

  1. 2017
  2. J
  3. F
  4. M
  5. A
  6. M
  7. J
  8. J
  9. A
  10. S
  11. O
  12. N
  13. D
  14. 2016
  15. J
  16. F
  17. M
  18. A
  19. M
  20. J
  21. J
  22. A
  23. S
  24. O
  25. N
  26. D
  27. 2015
  28. J
  29. F
  30. M
  31. A
  32. M
  33. J
  34. J
  35. A
  36. S
  37. O
  38. N
  39. D
  40. 2014
  41. J
  42. F
  43. M
  44. A
  45. M
  46. J
  47. J
  48. A
  49. S
  50. O
  51. N
  52. D
  53. 2013
  54. J
  55. F
  56. M
  57. A
  58. M
  59. J
  60. J
  61. A
  62. S
  63. O
  64. N
  65. D
  66. 2012
  67. J
  68. F
  69. M
  70. A
  71. M
  72. J
  73. J
  74. A
  75. S
  76. O
  77. N
  78. D
  79. 2011
  80. J
  81. F
  82. M
  83. A
  84. M
  85. J
  86. J
  87. A
  88. S
  89. O
  90. N
  91. D
  92. 2010
  93. J
  94. F
  95. M
  96. A
  97. M
  98. J
  99. J
  100. A
  101. S
  102. O
  103. N
  104. D
  105. 2009
  106. J
  107. F
  108. M
  109. A
  110. M
  111. J
  112. J
  113. A
  114. S
  115. O
  116. N
  117. D